Encontro com Jornalistas 2019

Heródoto Barbeiro particia de evento na UNIP

Encontro Científico

UNIP promove evento para debater a ciência na universidade

Encontro Científico

Franquia é apontada como opção de empreendedorismo

Encontro Científico

Palestra sobre rádios digitais encerra semana de debates na UNIP

9 de maio de 2019

Ex-aluno da UNIP compartilha com estudantes experiência de cobrir uma Copa do Mundo


Por Letícia Santos    
A UNIP Marquês promoveu na última quinta-feira, para os alunos do curso de Jornalismo, a palestra “A cobertura de eventos esportivos globais”, com o jornalista e ex-aluno Marcio Porto. Na apresentação, além de compartilhar sua experiência cobrindo eventos esportivos como a Copa do Mundo e a Libertadores, Marcio também contou sobre os desafios de ser um jornalista, bem como sua opinião sobre como será o mercado de trabalho no futuro.

Fotos:  Matheus Learzi

Marcio iniciou fazendo um breve resumo de sua carreira de dez anos na cobertura do jornalismo esportivo. Formado em 2009, ele teve sua primeira oportunidade em 2008 ao fazer um teste e se tornar estagiário do jornal LANCE!. Após seis meses fazendo pequenos trabalhos na redação, ele passou a cobrir brigas de torcida que aconteciam nos estádios. “Criou-se um tipo de identidade. Os setoristas ficavam encarregados dos clubes e não havia ninguém para cobrir esse tipo de coisa, então eu era o encarregado. Sempre que havia confusões, eles me mandavam”, contou o jornalista.

Anos depois, Marcio finalmente conseguiu seu espaço, se tornando setorista do São Paulo. Ele atuou na mesma função em outros clubes como Santos e Corinthians, onde teve a oportunidade de viajar internacionalmente para fazer a cobertura da Libertadores.

Usando uma forma diferente de abordar a notícia, fazendo uma relação de personagens históricos e contextos sociais com o futebol, ele comentou sobre a pressão que enfrentou na hora de escrever as notícias. “É difícil porque o jornal tem um custo para poder te mandar para esses lugares, então você precisa dar o retorno. Existe uma responsabilidade e a pressão para ser criativo”, relatou.

Ainda contando sobre sua experiência na Libertadores, Marcio lembrou de como em 2012, numa viagem para cobrir o Santos, ele conseguiu uma entrevista exclusiva com o presidente da Bolívia, Evo Morales, encontro que ficou guardado em sua memória.

O jornalista também participou de coberturas da Copa do Mundo de 2014 no Brasil, dando notícias sobre as seleções sediadas em São Paulo, o dia a dia, seus costumes e como eles afetavam o futebol. Quando achava personagens – pessoas que se destacavam - Marcio buscava fazer um perfil sobre quem eram essas pessoas ao conversar com seus conhecidos, trazendo um diferencial em suas matérias.

A Copa do Mundo de 2018 na Rússia foi descrita como o momento mais importante não só de sua carreira, mas de sua vida. Márcio foi o único enviado especial pelo LANCE! e ficou encarregado de trazer todas as notícias sobre a seleção brasileira. Não havia tanto espaço para matérias criativas, já que precisava fazer o hard news, experiência que descreveu como emocionante. “Esses momentos são importantes. Nunca imaginei que eu estaria na Rússia, fazendo o que eu gosto. A gente trabalha para viver esses momentos de realização”, disse Marcio.

Em fevereiro de 2019, o jornalista deixou o LANCE! para se tornar produtor de textos para a Conmebol. Ele relata como a experiência está sendo diferente, mas ao mesmo tempo, abriu sua a mente para o “fazer jornalístico” do futuro.

Em seguida, os alunos da UNIP puderam fazer algumas perguntas. Marcio deu dicas de como não cair em boatos – ou fake news, ter o olho apurado para encontrar histórias, como se destacar em sua área e a importância de não só fazer o que gosta, mas também estar em um ambiente que te favoreça.

Por fim, ele comentou sobre a importância de dar voz às minorias e da dificuldade das mulheres em conseguir espaço no jornalismo esportivo. “O machismo é absurdo nessa área”, expõe Marcio. “Há um longo caminho a ser percorrido”, completou. E terminou comentando sobre as dificuldades na carreira e dando dicas aos alunos de como ingressar na área.




No áudio abaixo, o coordenador do curso Sergio Braga destaca a importância de ex-alunos relatarem aos estudantes sua experiência no meio jornalístico.        

6 de maio de 2019

UNIP recebe ex-aluno para falar sobre a cobertura da Copa do Mundo


A Universidade Paulista (UNIP) recebe na próxima quinta-feira (09.05) o jornalista Márcio Porto dos Santos, que realizará uma palestra no campus Marquês. 

Márcio, que é ex-aluno da universidade, foi repórter do LANCE! e atualmente trabalha para a Conmebol como produtor de conteúdo das Copas Sul-Americana e Libertadores. 

Em conversa com os alunos do curso de Jornalismo ele deve contar um pouco da sua experiência na cobertura de eventos esportivos globais como a Copa do Mundo e as Olimpíadas. 

Acompanhe a cobertura do evento em tempo real, realizada pelos alunos da UNIP, a partir da hashtag #JornalismoUnip